Mergulho Scuba

Mergulho Scuba

Mudar linguagem para Inglês
Mudar linguagem para Espanhol
Mudar linguagem para Português
Rio da Prata - Jardim MS Brazil - Ismael Escote
Foto de mergulho em Fernando de Noronha - André Seale
Golfinhos Fernando de Noronha - André Seale
Lagoa Misteriosa Jardim Brazil - Ismael Escote
Tartaruga - André Seale
Por-do-sol noronha - André Seale


Artigos


18/05/2009 - 17h27

Devastação marinha no planeta água

 
 

A+

A-

Altera o tamanho da letra



O artigo primeiro da Declaração Universal dos Direitos da Água diz que "a água faz parte do patrimônio do planeta. Cada continente, cada povo, cada nação, cada religião, cada cidade, cada cidadão é plenamente responsável aos olhos de todos".

No Brasil, menos de 0,1% da área do mar territorial é protegida. Um percentual bem diferente das áreas de proteção terrestres, onde cerca de 25% tem amparo de algum tipo de legislação.

Os pesquisadores da Universidade Federal da Bahia (UFBA) que estudam efeitos do aquecimento global nos recifes, apontam que o aumento de temperatura dificultará consideravelmente a vida humana nos próximos anos. Os resultados mostram que, caso o aquecimento global piore, muitas espécies marinhas serão afetadas.

No caso dos recifes, a elevação da temperatura pode fazer com que eles deixem de servir de abrigo, berçário e fonte de alimento aos peixes. Isto porque o aquecimento provoca a degeneração das algas que, ocasionando o branqueamento nos corais para se manterem saudáveis, precisam de águas com temperatura entre 23 e 28 graus centígrados.

No Brasil, a devastação no mar é evidente. Trabalhadores relataram esta semana, num importante canal de televisão, como a quantidade de peixes da costa nordestina diminuiu. Os estoques de praticamente todas as espécies de pescado estão no limite da capacidade. De acordo com os pescadores do litoral norte de Alagoas, "as redes e as pescas de bombas acabaram com os peixes".

É preciso mudar esse cenário de devastação no mar. A agressão é tamanha ao planeta água que o cientista Leonardo Boff tem afirmado que "o respeito à beleza da terra está desaparecendo". Em outras palavras, chegou a hora de alguns seres humanos olharem com mais carinho a imensidão do mar. Olhar, acima de tudo, com zelo. Este mar que é tão variado e belo em sua aparência como um céu, ainda mais o céu do Brasil.

O dicionário Aurélio diz que "zelo" vem do latim "zelu", que é "afeição, dedicação e cuidado ardente por alguém ou por algo". Daí a definição do verbo zelar como "tomar conta de alguém ou de algo com o maior cuidado e interesse". Qualquer pessoa pode ajudar a transformar essa realidade. Não importa a posição social ou o nível de escolaridade, qualquer pessoa pode divulgar a importância do mar, a necessidade de preservá-lo e amá-lo.

Uma das formas mais agregadoras de propagar essa consciência ecológica é através da música. Vamos cantar nas ruas e praças de forma alegre e despertar desde cedo nas crianças as belezas do planeta água. Vamos cantar, por exemplo, a linda música "Planeta Água", de Guilherme Arantes:

"Água que nasce da fonte serena do mundo e que abre o profundo grotão... Água que faz inocente riacho e deságua na corrente do ribeirão... Águas escuras dos rios que levam a fertilidade ao sertão... Águas que banham aldeias e matam a sede da população... Águas que caem das pedras no véu das cascatas, ronco do trovão e depois dormem tranqüilas no leito dos lagos... Terra, Planeta Água... Água dos Igarapés, onde Iara, mãe d´Água, é misteriosa canção... Água que o sol evapora e pro véu vai embora virar nuvens de algodão... Gotas de água de chuva, alegre arco-íris sobre a plantação... Gotas de água de chuva, tão triste são lágrimas da inundação... Águas que movem moinhos são as mesmas águas que encharcam o chão e sempre voltam humildes pro fundo da terra".

* VICENTE VUOLO é economista, ex-vereador de Cuiabá (MT) e assessor paramentar do senado federal.

A reprodução integral ou parcial de textos e fotos deste portal somente é permitida com créditos para o autor e link para a página de onde foi transcrito. É expressamente proibida a reprodução total ou parcial das fotos das galerias sem a autorização prévia dos fotógrafos, os quais estão devidamente creditados nos nomes das galeriasCaso você seja autor de alguma imagem ou texto publicados neste site e deseja remoção ou correção, clique aqui para preencher o formulário de solicitação.


Receba nossa NewsLetter
Name:
E-mail:
Código de segurança:
->